top of page

QUEM SOMOS?

Somos uma Instituição de assistência social que atua pelo desenvolvimento territorial sustentável. Criamos tecnologias sociais replicáveis para outras comunidades em vulnerabilidade e atualmente o piloto do projeto se encontra na região do Perequê, no Guarujá. Incentivamos a autonomia e o sonho de mulheres e famílias em situação de vulnerabilidade social.

IMG_7588.JPG

O Instituto

alimentando o bem

ALIMENTANDO A MORADA DIGNA (6).png

​​

O Instituto Alimentando o Bem se dedica ao desenvolvimento territorial sustentável do Perequê. Enxergamos a mulher como pilar da transformação social, e através de direcionamento profissional em oficinas de formação, acesso à habitação digna, fortalecimento de vínculos, oferecemos oportunidades de emancipação social e produtiva e a ampliação do repertório socioeducativo. Desenvolvemos em atendimentos psicossociais a trilha para a garantia de direitos de cada família, visando romper o ciclo de pobreza intergeracional. 
 

Atuamos na região do Perequê, Guarujá, litoral do Estado de São Paulo e nossa visão de futuro é replicar a iniciativa em outras comunidades em vulnerabilidade no Brasil. O Instituto nasceu em 2020 na unidade de conservação da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra do Guararu, no início da pandemia de Covid-19, para ajudar moradores do Perequê que já enfrentavam graves problemas com as fortes chuvas que haviam atingido a região. Em razão do evento, diversas famílias ficaram desabrigadas.

Para tentar minimizar o sofrimento destas famílias, um grupo de pessoas passou a produzir marmitas para doação. No primeiro dia, foram distribuídas 50 marmitas e, desde então, após a iniciativa se formalizar através do Instituto Alimentando o Bem, foram distribuídas mais de 30.200 refeições.
 

No que se refere ao impacto gerado nas comunidades da Serra do Guararu em 2020, primeiro ano de atuação, foram realizadas doações de 632 cestas básicas, mais de 30.200 marmitas, 800 kits de higiene, 2.000 litros de leite, fraldas infantis e geriátricas, além do recolhimento e aproveitamento de frutas, legumes e verduras usados na elaboração e distribuição de sopas e sacolés.
 

Em 2021, em meio ao agravamento das desigualdades socioeconômicas aceleradas pela pandemia, o Instituto Alimentando o Bem passou a investir em capacitação para a geração de trabalho e renda, oferecendo oficinas de capacitação e empreendedorismo, além da incubação de núcleos de trabalho de base comunitária. 
 

2022 foi um ano em que iniciamos a construção do diagnóstico socioeconômico do Perequê, com equipe técnica habilitada para fazer o mapeamento e coleta de dados sistematizada. Além disso, passamos a garantir cestas básicas para famílias, atuando como pilar de segurança alimentar no território e demos sequência à trilha de desenvolvimento pessoal e profissional com palestras abertas para a comunidade. Chuvas com intensos ventos atingiram parte da população, que ficaram com suas casas destelhadas. O Instituto apoiou a organização e mobilização comunitária buscando soluções viáveis. 
 

No início de 2023, as fortes chuvas de verão atingiram novamente e com imensa gravidade a comunidade Mangue, formada por habitações de palafitas no Perequê. Diante do desastre natural, o Alimentando o Bem descobriu uma nova missão: convidar as famílias que moravam nas palafitas atingidas no manguezal para acessar melhores condições de vida. Nosso compromisso é apoiar os órgãos responsáveis no desenvolvimento do plano habitacional, garantindo o aluguel solidário aos atendidos e atendimento psicossocial.
 

Conectado à Agenda 2030 das Nações Unidas, o Instituto Alimentando o Bem apresenta uma visão holística para a construção de sociedades sustentáveis ao conciliar métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica. Trabalhamos em conformidade com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com destaque para a Erradicação da Pobreza, Igualdade de Gênero, Emprego Digno e Crescimento Econômico e Redução das Desigualdades.

.

bottom of page